Carregando
Conteúdos

Este conteúdo não existe no idioma que tinha seleccionado.

Haitong conquista o terceiro lugar na assessoria financeira nos negócios de M&A nacionais, em termos de volume em Portugal

Jornal Económico publica reportagem especial sobre o mercado de M&A

Segundo o Jornal Económico, o mercado transacional português teve um ano de 2018 apelidado por vários assessores jurídicos e financeiros de 'boom'. Muitas empresas optaram por crescer através de aquisições, o que fez com que se registrassem mais de 300 negócios no país. Desses, 158 movimentaram 22,6 mil milhões de euros, mais 70% do que no mesmo período de 2017. Em 2019, os juros baixos deverão continuar a dar gás ao mercado nacional de fusões e aquisições: energia, imobiliário e infra-estruturas estarão entre os setores mais dinâmicos este ano. 

A economia portuguesa está numa trajetória de abrandamento, em linha com os seus pares europeias, mas os especialistas ouvidos pelo Jornal Económico consideram que existem condições para que o mercado nacional de fusões e aquisições (M&A) não só se mantenha dinâmico como até possa surpreender, pela positiva, em 2019. A manutenção dos juros baixos e a qualidade de alguns ativos que poderão ser colocados no mercado fundamentam esta expectativa.

Apesar do mercado de assessoria financeira a operações de M&A ter sentido uma tendência para a “boutiquização” no ano de 2018, o Haitong garantiu o 3º lugar no pódio dos assessores financeiros em termos de volume, sendo o único banco de investimento a estar representado no Top 3, com quatro operações.